segunda-feira, 3 de junho de 2013

Resenha “Outsiders – Estudos de sociologia do desvio”, de Howard S. Becker


Por Wener Brasil

O presente texto do cientista social norte-americano Howard Becker, proporciona uma reflexão bastante original e vasta sobre o desvio, suas práticas e teorias na sociedade. Becker propôs estudar diversos comportamentos e ações sociais perante regras e leis criadas pela sociedade, mas de maneira empírica e diversificada. A partir de tais observações, passou a realizar análises críticas sobre pontos de vista sobre os desviantes, ou infratores de regras.
Becker, na sua introdução, coloca primeiro a posição dos sociólogos e das teorias até então vivenciadas por eles. Segundo ele, repensar e abordar questões que reflitam os desvios sociais não foi nada novo, nem revolucionário, mas sim necessário para uma melhor compreensão dessas atitudes.
O texto trás inúmeros exemplos que abordam rotulações e julgamentos criados pela sociedade mediante leis e regras impostas por grupos de diversos tipos sociais. Mas até onde podemos considerar o desvio social como ato ou ação de um individuo? Como ele se vê diante do fato consumado? Correto? Errado? Até que ponto?
Diante dessas perspectivas, Becker explana em seu primeiro capítulo o significado do que entende por “outsider”. Segundo ele, “quando uma regra é imposta, a pessoa que presumivelmente a infringiu pode ser vista como um tipo especial, alguém de quem não se espera viver de acordo com regras estipuladas pelo grupo. Essa pessoa é encarada com um outsider (p. 15)”. Vale ressaltar que o autor define que ser “outsider” é uma questão de pontos de vista. Por exemplo, “aquele que infringe a regra pode pensar que seus juízes são outsiders” (p. 15).
            Um dos interesses do autor é nas regras operantes efetivamente vivenciadas por grupos. Essas são mantidas no convívio por meio de tentativas de imposição. O autor aponta outra perspectiva sociológica, a de que o desvio é relativo, pois dependendo da posição em que se está vivendo, um ato pode ou não ser considerado uma infração a uma lei imposta, ou ainda, a conduta de um individuo dentro de uma comunidade.
Becker conclui que “rotular” ou identificar uma ação ou ato como desvio social dependerá do grupo social à que os atores sociais estão ligados: classe social, político, cultural, religioso, entre outros. A noção de desvio é uma caracterização social de qualquer comportamento fora do padrão em diferentes contextos. 

Nenhum comentário: